– Oitava Série. CMAQ

"A poesia é a mínima distância entre o sentimento e o papel" – Levi Trevisan

Texto de Port.

leave a comment »


“A Assindética Psicossocial e o Cartuchame do Calhamaço.”

– Tudo começou num mormaço horrendo. Uma linda princesa caminhava lentamente pela rua de sua aldeia, até que um som ensurdecedor começou a ser emitido. A princesa então saiu correndo, em busca de um refúgio a seus ouvidos, contudo, deu de cara com uma varejeira e ao tentar correr, tropeçou em um cocuruto, caindo de cara no chão. Acordou ouvindo um soar…  (dita-se cochichar) em seu ouvido. Ao abrir os olhos, deparou-se com um motobói ulceroso com bafo de cachaceiro pedindo como ela estava se sentindo. A princesa de nome Txubilaine afirmou que estava bem, apenas um pouco tonta, mas o motobói não sentiu firmeza, e então a levou para o hospital. Ao chegar lá, foram falar com um recepcionista de aspecto rechonchudo, que os encaminhou até uma sala de exames gerais para ver como a princesa estava realmente. Constataram que a queda provocou apoplexia e arteriosclerose na jovem moça. O médico pisciforme e cafajeste cobrou um absurdo pelos exames, o que conseguiu irritar o motobói, que revoltado deu um pontapé no tórax deste. Formou-se uma platéia em volta da dupla que agora estava brigando a socos e chutes em pleno hospital, e até o dono da salsicharia apareceu para assistir. O padre veio também e começou a vociferar: PIEDADE, PIEDADE SENHOR. Depois de muitos socos a briga parou, e o motobói foi expulso do hospital. Voltou com a princesa no colo para seu trapiche e só então percebeu que a mesma estava desacordada novamente. Pegou o celular roubado e ligou para um ressuscitador, clamando pela ajuda, que não tardou a vir. O homem escarranchou a porta do trapiche e apareceu, com seu aspecto de macumbeiro; Trouxe inúmeros crisântemos e começou uma assembléia, na esperança de acordar a bela adormecida. Com sorte, o energúmeno era bom no que fazia, e rapidamente a princesa despertou. Ao ver a luz novamente, correu para o passadiço mais próximo e anunciou em um microfone que iria catequizar os jovens da cidade, pois a catequese era a distancia mínima entre a religião e Deus. Foi ai que a deterioração se tornou inevitável! Um jovem rebuço apareceu, começou a aporrinhar e depois raptou a princesa, que foi levada até um centro de disseminação para que seus rins fossem retirados. Na lassidão do momento, Txubilaine achou que seria interessante perder um rim, e acabou autorizando-os a o fazer. Os traços dos hífens foram retirados, ou melhor… Seus rins. Acordou no dia seguinte com uma fome muito grande, e como era parte do grupo de rizófagos do mundo, sua repercussão foi direto até a grama da casa estranha. Comeu tanto que passou mal. Quando Txubi tentou sair do local, e encontrar sua casa, foi surpreendida por uma vaquejada que a jogou no terreno baldio ao lado da estrada. Já sem forças, ela morreu.

Luísa Ribeiro.

Written by oitavacmaq

Outubro 25, 2009 às 6:01 PM

Publicado em Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: